Blog

Placas de segurança para construção civil – principais critérios a serem seguidos

Entre as áreas que mais demandam cuidados quanto à sinalização de segurança está a industrial e a construção civil. Na construção civil é imprescindível alertar funcionários e visitantes quanto aos perigos no ambiente.

Ralph Chezzi, engenheiro civil e responsável pela Bump Comunicação Visual, que também fabrica placas de segurança para construção, explica que é fundamental alertar sobre todos os riscos no ambiente das obras:

“A sinalização de segurança no canteiro de obras deve ser pensada com todo cuidado e estratégia. Pisos escorregadios, máquinas e equipamentos que podem gerar acidentes, locais com presença de buracos ou possibilidade de quedas de objetos, entre outros, precisam ser sinalizados para a segurança de todos”, acrescenta.

Confira: Placas de sinalização para construção civil são fundamentais para garantir a segurança no local

Placas de Segurança para construção civil – Norma NR -26

A NR-26 prevê os padrões das placas de segurança para construção, que se estendem às cores que devem ser utilizadas para cada conjunto de avisos. As cores vermelha e amarela são as mais importantes, o vermelho é fundamental na sinalização de equipamentos de combate a incêndio e alarmes.

As placas amarelas representam a sinalização de alerta para áreas e materiais com potencial risco de incêndio, explosão, choques elétricos, etc.

As placas de segurança para construção na cor azul também são essenciais, pois orientam os trabalhadores e visitantes no local para a utilização dos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). “Esse tipo de sinalização para o uso de equipamentos de segurança está previsto na NR-6 e é fundamental para garantir a segurança de todos no local”, alerta Chezzi.

Já as placas na cor verde, indicam “orientação e salvamento”, ou seja, apontam as saídas de emergência, os postos de atendimento, rotas de saída, etc.

“Esse tipo de sinalização precisa orientar quanto a qualquer mudança de direção, indicando saídas, acesso a escadas e demais acessos que podem ser utilizados. Essas placas precisam respeitar a norma de distância de 15m entre a placa e a saída de emergência”, explica o engenheiro civil.

As placas de cor verde seguem a Instrução Técnica nº20 (IT-20/2004), que prevê a tonalidade correta do verde (350C), segundo o padrão internacional Pantone®.

Leia: Piso tátil é uma norma exigida para espaço público e privado

Dentre as principais placas de segurança para construção, segundo a NR-18, estão:

Homens trabalhando;

Área em Construção;

Perigo: afaste-se;

EPI: obrigatório uso de óculos de segurança;

Proibido fumar;

Cuidado: piso molhado;

Risco de queda de objetos;

Risco de choques elétricos;

Uso obrigatório dos equipamentos de proteção individual;

Perigo: Alta tensão;

Área de barulho intenso: obrigatório uso de protetor auricular;

Entre outras.

Cuidados redobrados no ambiente da Construção Civil

A construção civil está entre os segmentos que mais registram acidentes no Brasil. Essa é uma das áreas alvo da Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Canpat). Só em 2017, de acordo com o Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho (AEAT) foram registrados 549.405 acidentes de trabalho no país, sendo que 30.025 correspondiam ao segmento da construção civil.

“Todo cuidado com a implantação das placas de segurança para construção é essencial. A ausência de um ‘simples’ aviso de piso molhado, por exemplo, pode gerar acidentes graves e mesmo que a pessoa esteja acostumada com o ambiente diariamente, sem a sinalização pode se esquecer das orientações de segurança”, explica Chezzi.

Vale ressaltar que as placas de segurança para construção são obrigatórias e que empresas que não cumprirem com a legislação poderão sofrer multas e até mesmo ter a obra embargada.

“O cuidado com a sinalização deve existir antes mesmo do início da obra. Não se pode ignorar a importância dos cuidados com a segurança de todos. Uma ‘simples placa’ pode proteger vidas”, conclui o engenheiro civil.