Blog

Saiba como o letreiro na recepção impacta na comunicação visual de uma empresa

O letreiro na recepção é de extrema importância na comunicação visual de uma empresa e compõe não apenas a identidade visual do negócio, mas ajuda na construção da reputação da marca.

Ralph Chezzi, engenheiro civil e responsável pela Bump, especialista no desenvolvimento da identidade visual de negócios de diversos segmentos, explica sobre o impacto da comunicação visual na recepção de uma empresa:

“A primeira coisa que a pessoa vê ao se deparar com a recepção da empresa é a marca. O conjunto de letras, cores, logotipo e layout harmônico fazem toda a diferença na percepção do cliente. Essa ‘satisfação visual’ é muito mais inconsciente, mas de forma alguma, menos importante. A pessoa precisa olhar e entender a marca”, esclarece.

Muitas pessoas podem confundir letreiro com fachada, a diferença é simples. A fachada de um negócio se estende à porta, paredes do local e decoração externa. Já o letreiro é o elemento visual que expõe o nome do negócio, slogan (se houver) e descrição de serviços.

Confira: Comunicação visual para pet shop ajuda a atrair clientes

Letreiro na Recepção – Requisitos no momento da escolha

Identificação da marca

Ao entrar no local, a pessoa se depara com o letreiro na recepção que tem como principal objetivo situá-la de onde está. Todo o trabalho de comunicação visual, que envolve tipo de fonte utilizada nas letras, cores, posicionamento da logomarca, etc., precisa repassar a quem entra no local, a sensação de bem-estar.

“Geralmente o ambiente da recepção é projetado em cores claras, mesmo que as cores da empresa sejam mais escuras e precisem estar presentes no letreiro e logomarca, o contraste tornará o ambiente mais agradável para quem entra no local”, esclarece Chezzi.

É preciso planejar com ajuda especializada

Todo o projeto de identidade visual precisa demonstrar coerência e estar de acordo com o que a empresa deseja comunicar por meio de sua marca. É fundamental que o letreiro na recepção seja projetado por uma empresa experiente, que ajudará a definir qual o local mais indicado que causará no público o impacto logo ao entrar na empresa.

É comum que as pessoas, pela primeira vez no estabelecimento, busquem informações, e o letreiro deve assumir a função de oferecer “esclarecimento prévio” sobre o local.

Estilo e localização ideais

É importante que uma empresa especializada no desenvolvimento da identidade visual seja contatada, que decidirá sobre o local estratégico para o posicionamento do letreiro. O local comumente utilizado é a parede localizada de frente para a porta de entrada, o que provoca o impacto inicial para aquele que entra no local.

“Outro fator importante no momento de se pensar na identidade visual nas recepções é que o ambiente tenha boa iluminação, o que também reflete sobre a percepção da marca logo na entrada”, orienta o especialista.

Escolha dos materiais, fontes utilizadas e tamanho

Dentre os tipos de materiais que podem ser utilizados na confecção do letreiro na recepção, estão: acrílico, PVC expandido, MDF, aço inox, entre outros.

“A escolha dos materiais também é parte da comunicação visual da marca, assim como optar por letreiro iluminado ou não. Esses são detalhes que devem ser decididos no momento da concepção do projeto de identidade visual da empresa”, explica Chezzi.

A fonte do letreiro é parte fundamental da identidade visual da empresa, não se pode, de maneira alguma, utilizar letreiro com fontes diferentes da identidade visual da marca já estabelecida.

O tamanho do letreiro na recepção também deve ser pensado, não podendo ser muito pequeno em proporção ao ambiente e nem muito grande, nas duas situações o público poderá sentir desconforto visual.

Leia também: Comunicação visual para consultórios – onde e por que inserir sinalizações?

Comunicação visual começa na entrada

Não se pode ignorar a importância do letreiro na recepção, isso porque é o primeiro contato visual que o público fará com a marca, é preciso pensar muito bem ao projetar o ambiente, o letreiro e a utilização das cores.

“A ideia é que a pessoa entenda basicamente a marca logo ao entrar no negócio, o que será dito depois por um profissional, deverá complementar o que ela já ‘captou’ só de identificar a marca logo na recepção”, conclui.